Se você tem dificuldade em saber se a sua ideia ou empreendimento se “enquadram” naquilo que resolvemos denominar “empreendimento criativo”, não se sinta sozinho. Nós, idealizadores e realizadores do programa, também estamos cheios de incertezas. Queremos construir esse sentido juntos, de forma colaborativa, com a participação de inúmeros criadores de todo o país.

A linha que separa a velha da nova economia é muito tênue. Muitas vezes preparamos nosso negócio para se desenvolver segundo uma lógica de rede, em colaboração, mas acabamos subordinados às estratégias analógicas, antigas, baseadas na competição, na hierarquia e na força da grana “que ergue e destrói coisas belas”. Isso é natural e faz parte do processo de aprendizado e construção do empreendimento.

Vamos falar do ideal, daquilo que você gostaria de construir para o seu empreendimento. É em cima disso que desejamos trabalhar, de uma possibilidade, ainda que utópica e remota, de fazer diferente, de maneira colaborativa, utilizando conhecimento, know how e estrutura das redes, convocando seus pares para decidir estratégias e realizar tarefas compartilhadas. Se você enxerga esse horizonte, seu empreendimento pode ser enquadrado nas linhas programáticas do Empreendedores Criativos.

Isso não basta. A criatividade tem de estar no centro do negócio. Não pode ser um adereço, um verniz para torná-lo mais atraente ao mercado. O olhar do programa Empreendedores Criativos é para um certo tipo de atividade que, apesar de sua importância estratégica para a sociedade, muitas vezes está à margem dos processos econômicos, justamente por não se enquadrar nas lógicas lineares do mercado. Temos convicção de que o momento é propício para criarmos novas alternativas de financiamento e sustentabilidade para esses empreendimentos. E sabemos que a sustentabilidade de toda a sociedade depende muito do sucesso desses empreendimentos, que precisam crescer e se multiplicar, transformando a base do nosso modelo de desenvolvimento.

Sim, estamos falando de uma utopia, mas também de uma realidade. A cada dia surgem novos casos bem sucedidos de empreendedores criativos, com modelos de negócios e gestão inovadores. Criam novas possibilidades para o desenvolvimento do ambiente simbólico, tornando possível a diversidade, o multiprotagonismo e a autorrepresentação. Queremos explorar essa potencialidade, uma vocação do povo brasileiro.

Se com esse texto eu te deixei mais na dúvida do que na certeza, experimente se inscrever no programa Empreendedores Criativos. A única exigência que fazemos é que você esteja convicto de que sua ideia e seu empreendimento seja criativo. Confie na capacidade da comissão autônoma de seleção de compreender a sua proposta. O processo levará em conta todos os empreendedores inscritos. Problemas compartilhados, soluções inspiradoras e capacidade de diálogo em rede são ingredientes fundamentais para a seleção.

Fonte : Empreendedores Criativos